Pensamento Longínquo – Uma Fuga da Realidade


Colunista Convidada: Kauany Rios

vermelho

Fingindo em ser algo, construí uma ponte falsa, gerei um caminho cheio de espinhos, onde o veneno nasce de minha alma. Sou uma tola por viver simplesmente assim… Alimentando minhas mentiras.

Minha mente emergiu pensamentos que beiravam loucuras, mas o ápice foi pensar que eu tinha conhecido a alegria, a felicidade. Como pude fazer isto comigo? Deixei certas verdades moverem meu ser…

Diante de tais circunstâncias, me perdi. Eu me perdi em mim mesma!

Procurei a fuga, fugi da realidade. Será que fiz bem em agir desta maneira?

Tantas dúvidas, tantas lacunas a serem preenchidas. O engraçado que agindo dessa maneira, entrei em um mundo surreal, em um mundo fantasioso, criado pelo meu subconsciente. Viver é estranho, sobreviver é viver em rebanho.

Saio desta existência para quem sabe, encontrar minha essência.

.

Para saber mais, leia os capítulos de “Pensamento longínquo“ na íntegra:

Uma mente perdida | Uma fuga da realidade | Um profundo devaneio

.

Anúncios

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s