Passado a limpo!


Escrito por: Carlos Monteiro

tumblr_l3nmipcgpo1qc1kvco1_500

 

Um dia acordei nas Trevas! E fui te procurar…

Diziam que você era um donzela,

Mas senti apenas, sua face Gélida.

Minha alma apodrecida,

Se expor a te amar.

Era taciturno as ondas do mar,

Pobre Deusa, abandonada e estarrecida!

Um grão de areia, se jogou da caravela.

Meus pensamentos mundanos perderam-te…

Teu olhos na escuridão, fincaram na guerra, e afogaram-te!

Tudo em vão, apague logo, amor de vela…

A linha da vida é maldita e amaldiçoada,

Sou um cretino, covarde e de rancor empossado.

Onde estás? Onde estás o teu temor?

Me transformei em uma substância de versos trovoada.

Sou o que sou… um trevo sem folhas do passado…

Sua dor, és minha agora…  E sejas como for, você jamais serás meu amor!

Anúncios