Versos Declamados


Escrito por: Carlos Monteiro

RESPEITEMOS-A-VIDA-SUICIDIO-E-ILUSAO

A poesia me ensina,

Onde não há vida, há versos e rimas…

E seguindo esse caminho, no luar, encontro minha sina!

Entre açoites e sofrimentos,

A poesia me busca…

Dizendo, este é o seu momento.

Eu vivo pelo coração,

Buscando a natureza da sua redenção.

Dolorosos passos…

Acordo de madrugada,

Proliferado de desprezo e larvas

Ficando surdo e cego de palavras…

Eu tenho ilusões terrestres…

A cada sono, parece que não vou mais levantar!

Aí, vem o mistério com os seus segredos aclamados.

Minha conexão é seu olhar e os gritos silvestres,

Limpei minha alma, para em seus ouvidos cantar…

Eu quero envelhecer ao seu lado, para eternamente ser um jovem amado.

Segue-me versos declamados…

Anúncios