Marcas de Prazer


Escrito por: Lucas Alves

Marcas do Prazer

Estava com vontade de ter muito prazer, e tem que ser esta noite!

Necessito de algo que acabe com essa vontade, ou, que diminuísse isso. Andei pelas ruas de minha cidade a procura de alguém. Uma pessoa que me ajudasse. Quando me lembrei de uma amigo. Liguei para ele, perguntando se eu poderia passar em seu apartamento, já que morava sozinho. De prontidão, foi aceito o pedido. Rapidamente caminhei até a sua casa. Chegando ao local, ele me esperava…

— Olá! — falei.

—Olá, o que você quer dessa ver? — perguntou Gabe.

Olhei para um lado e para o outro, sem jeito falei.

— Sexo!

— Sexo, só isso? — retrucou

Olhei novamente e o encarei.

— Sexo! Um sexo quente, do jeito que eu nunca mais esqueça.

Gabe me encarava com aquele olhar sério, e um sorriso disfarçado de canto.

— Entre, vá pro quarto e tire sua roupa.

Olhei sem jeito e entrei. Retirei a camisa enquanto ele estava no sofá.

— Tire tudo! — ordenou.

Retirei a saia e a calcinha, fiquei só de sutiã.

— Venha cá, tire minha calça.

Olhei sem responder, sem dizer uma palavra, com um simples sorriso. Me agachei e retirei seu jeans preto acariciando seu abdômen.

Ele puxou meu cabelo, fazendo minhas partes cair em suas partes. Sem hesitar, chupei sem parar até não aguentar mais. Parei por um instante, quando não conseguia mais respirar.

— Me “fode”.

Me virei e fechei os olhos. Senti sua mão correr pelas minhas costas, e puxar meu cabelo. Senti entrando de uma vez, gritei de dor, mas ao mesmo tempo de prazer.

Ele metia e me beijava.

— É isso que você quer? —perguntou.

— Sim com mais força, —falei— Vai com tudo e sem dó!

Pedi por mais, me virei e sentei nele, cravando minhas unhas em suas costas enquanto chupava meus seios. Mordia meu corpo e me fazia sentir um grande prazer.

Olhei em seus olhos e só ouvi.

— É agora!

Olhei diretamente em seus olhos e vi que gozará em mim, vi o prazer em sua face.

Algo bruscamente me despertou, mirei no relógio ao lado da TV, e vi que já eram cinco da manhã, não acreditei que tudo não passava de um sonho.

Mas ainda havia marcas de mordida em mim! Não sei se foi sonho, ou realidade, só sei que foi marcante…

Anúncios

4 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s