Desejo Insaciável de uma Mulher – Traição


Escrito por: Lucas Alves

 Desejo Insaciável de uma Mulher – Traição

Depois da festinha da noite anterior, Erik começou a se interessar em orgias, mas ele nunca comentou a ninguém sobre o que rolo naquela noite entre ele e Josh. Pois os dois tinham ficado bastante tempo juntos… A semana estava fria o tempo nublado bom para passar o dia em casa, um Domingo que dava preguiça de sair na rua.

Liguei para Josh e a ligação logo foi para caixa de mensagens. Decidi ligar para o celular de Erik para ver se queria fazer algo, mas também foi direto para secretaria eletrônica.

Fiquei pensando no que poderia ter acontecido, quando ouvi o som da campainha, fui ver no olho mágico e avistei Rebeca.

—  Abra porta, vaca! —   gritava Rebeca.

—   Calma.

Ao abrir Rebeca pulou em cima de mim.

—   Ai, o que vamos fazer hoje? —  perguntou.

—  Não sei, o que você quer fazer?

— Transar! Cadê o Erik? Quero provar ele!

Rebeca parecia estar excitada, e bem louca por um sexo a três.

—  Não sei! Liguei para ele e para o Josh, mas só caiu na secretaria eletrônica.

—  Estranho! —  afirmou Rebeca

Concordei com a cabeça.

Achei tudo aquilo estranho, mas pensei que Erik Poderia ter saído com a esposa, mas achava bem improvável de isso acontecer. O Erik não curte ficar em casa em pleno Domingo com familiares.

—  Já sei! – Gritou Rebeca.

—  O quê? O quê? Fale!

—  Calma minha gostosa! —  Rebeca passava a mão em meu corpo e falava —   Você não acha bem estranho que Erik e o Josh tenham sumido misteriosamente?

—  Bom por que você está falando isso?

Fiquei curiosa em saber no que ela estava pensando.

—  Pense comigo, Erik e Josh ficaram muito tempo juntos na Sexta e enquanto nos três ficávamos juntos! Será que Erik gostou da coisa e foi “trepar” com Josh? Rebeca fez uma cara de desconfiada.

—  Não! Isso não pode acontecer… Erik gosta de mulher e não de homem, naquela noite só foi brincadeira.

Fiquei com medo de saber no que podia estar acontecendo, medo de perder Erik para Josh não consigo imaginar, não vou perder o Erik para o Josh, não posso perder meu homem por outro homem.

—  Já sei! Vamos para casa do Josh.

—  Mas pra que?

— Bom, certamente se eles estão juntos, não iria ser na casa do Erik.

Fiquei com receio, mas era um fato, deveria ir até casa do Josh para saber. Saímos de casa e fomos direto para o estacionamento pegar o carro da Rebeca um GMC Terrain branco.

Ao chegar no apartamento de Josh, batemos várias vezes seguidas na porta.

— Josh abra a porta, sei que esta ai! — gritava Rebeca

— Como você sabe que está ai? — perguntei.

— Simples, não sei!

Quando notamos ele estava destrancando a porta e segurando uma toalha, todo molhado.

— O que aconteceu? — perguntou Josh

— Cadê o Erik? — questionou Sarah.

Entrei no apartamento e fui direto para o quarto de Josh na procura dele, mas não achei nenhum vestígio de Erik.

— Achou ele? Por que o Erik estaria comigo?

— Não sei, só achei que — fiquei super sem graça em ter feito aquilo com Josh.

Rebeca e eu saímos e fomos direto para o carro.

— Nossa! O que fizemos, desconfiamos do Josh. — falei me sentindo culpada por tudo.

Rebeca me encarava com um olhar que queria dizer algo.

— Vamos passar na casa do Enzo? — disse Rebeca.

— Fazer o que lá? — retruquei.

— Vamos ver ele oras, tenho a chave do flat dele.

— O.K!

Fomos direto para flat de Enzo. Entramos bem devagar, pensando que Enzo estava dormindo ainda, pois era o que ele mais adorava fazer em pleno domingo.

— Será que ele está com alguma garota ou é um garoto?

— Não sei, mas vamos ver.

Entramos no quarto e vimos que havia movimentos sexuais, demos risada bem baixo.

— Vou puxar o cobertor e você pula. — expressou Rebeca

— No, três! — afirmei.

Contamos nos dedos. 1… 2… 3… Boooom Diiaa.

Fiquei surpresa senti todas as emoções de uma só vez, não conseguia acreditar naquilo que via.

— O que é isso?

Comecei a bater nele.

— Calma Sarah! Calma! Eu posso explicar o que aconteceu… – Falava Erik pelado e ainda ereto.

— Não acredito que você me trocou por um homem.

Meus olhos lutavam contra as lágrimas…

Sai e puxei a Rebeca. Peguei a chave do carro e fomos embora. Sem querer saber o que tinha acontecido, não queria saber como e porque, só queria que tudo aquilo acabasse…

 

Ler anteriormente: Desejo Insaciável de uma Mulher/Desejo Insaciável de uma Mulher – Aventuras/

Anúncios