Desejo Insaciável


wb

Estava em meu quarto sozinho, pensava na vida. Refletia com quantas pessoas eu poderia estar – me relacionando.

Decidi entrar na internet, exatamente em um site de relacionamento. Meu corpo e minha alma, estavam muito carente, topava tudo por prazer! Depois de alguns minutos vasculhando o site acabo encontrando uma pessoa que acabará de terminar um namoro, o mesmo estava atrás de prazeres, juntos estávamos necessitados, acabamos trocando e-mails.

Ficávamos se falando por dias, sempre ao anoitecer entravamos no MSN e conversávamos coisas bobas, mas que me alegravam. Em um destes encontros virtuais, tomei a coragem de marcar um encontro pessoalmente.

Eu estava com medo, pois só tinha-lhe conhecido pela WEB. Sabe, dois minutos e acabei confiando nele. Cheguei no local, que aliás, fui eu quem escolhi, uma praça. Acabei por proteção e curiosidade chegando mais cedo, foi quando, o avistei. Fomos dialogando e falei que queria ter uma relação sem compromisso.

Acabamos indo para casa dele. Mas, meu coração acelerado, me deixou sem jeito, ali, na sala, estávamos nós dois, papo vai, papo vem, e ele acaba-me convidando para ir para seu quarto

— Vamos conhecer meu quarto?

— Como assim? Rebati. Eu não sabia o que fazer, fiquei com vergonha e não parava de tremer…

— Sim! Vamos para meu quarto, conhecer só isso… Respondeu para o meu medo.

Ele falava de um jeito, que parecia verdade, acabei indo conhecer seu quarto. Entrei logo. Me sentei na cama, enquanto as cortinas foram sendo fechadas.

Fiquei sem jeito, mas ele logo sentou-se ao meu lado, aproximou-se do meu corpo, desferindo um beijo em meus lábios. No ato, suas mãos roçavam minha nuca, aquele toque jamais iria esquecer…

Tiramos a roupa e nos deitamos, fiquei sem jeito, não usamos camisinha, confiei nele, nem sei como. Apenas meu coração dizia para confiar! Depois de alguns beijos sedentos, suas mãos acariciavam meu corpo, perdendo e se encontrando em seguida. Meu corpo o respondia, necessitava sentir o ardor da sua energia, até que, extraímos o receio e os ditos pecados… Ficamos nus, pronto para iniciarmos outra fase gostosa daquele momento. Quando me dei conta, sua alma já havia penetrando em mim, seus cânticos em meus ouvidos, ditavam a canção do sexo. Foi tudo tão intenso, que teve um instante que acabei perdendo o foco e, rindo em demasia.

Ele logo perguntou o que estava acontecendo.

— O que foi? Fiz algo de errado?

Enfaticamente e com a boca seca, respondi.

— Não! Esta, tudo certo.

Sem entender, ele me questiona mais uma vez.

— Então, porque riu?

Resolvi entregar o jogo, antes que sensações profundas parassem.

— Sorrio, devido ao barulho da cama na parede.

— Não ligue para isso… Aliviado me respondeu.

Após essas palavras, voltamos ao normal. Nossos corpos gritavam mais alto, mesmos extenuados, continuamos ao êxtase, até um não aguentar mais… Diversas vezes ficamos em pleno gozo. Por fim, fomos tomar um banho, relaxando e extraindo o suor que emanava nossos corpos.

O engraçado, é que, no final de tudo, nos dois, não conseguimos mais conversar, faltava palavras, sem motivos para continuar, resolvi ir embora, ele me deu um singelo Tchau.

Continua…

Lucas Alves (Luke)

Anúncios