Sina do Tempo


CAMINHOS-DA-VIDA

Eu vi o ponteiro fugindo da hora prometida

Corrompendo o silêncio com sua roupagem,

Trazendo o Éden em minhas miragens…

De acreditar que a vida é um caminho – paisagem.

 

Eu vi a destruição da pessoa morta,

Ela corria com seus passos dados.

Preenchendo a terra com passos alagados…

Sumindo após o fechar da porta!

 

Eu vi um homem perdido na dança delicada

Procurando desenhar o luar,

Pra sobreviver da queda sobre o duro mar.

 

Eu vi as aves orquestrando a sina

Dando um monte de significados as palavras…

Mostrando o amor, para a ingênua menina!

 

Meu Deus, o que sou?

Desde a tenra vida eu me perdi…

Escrevendo nos postes – procuras!

 

Desvinculado do futuro – vou…

Não tenho nada, nem uma foto de quando nasci.

Quem está aí? Hei! Você me ajuda, alma pura!

Anúncios