Poesias Natalinas – I


Hou, hou, hou… Que tipo de Papai Noel eu sou?

Sou o Papai Noel da verdade!

O que envolve a minoria em equidade…

Sou o que não existe para a maioria das crianças… Pura Maldade!

Para muitos, sou um sinônimo de Presente,

Tendo crianças que ainda acreditam em mim.

E outras olham para sua veracidade, e dizem que sou o fim…

Para estes, fui e sou uma figura ausente!

Como era bom antigamente…

Onde Dezembro era uma alegria,

Hoje transformou-se em uma fatídica ousadia.

Que fazem o bolso parar na mente!

Diante disto, perdi toda a magia…

Meu nome virou comércio,

Um amontoado de vendas, lucros e Dinheiro, a mais -valia!

Existem dois tipos de crianças

Uma vive a realidade, Outra vive o imaginário,

Para quem vive o real, não sou ninguém.

Para quem vive a imaginação sou alguém.

Quem imagina consegue sonhar,

Quem vive o real, consegue chorar…

A moeda e as duas faces – Luxuria e Penúria.

No Dia 25 de Dezembro é Natal!

Um dia que para muitos é a falta de dignidade,

Entretanto, questiono que tipo de Papai Noel eu sou?

Me conte como é este dia fatal

Eu sou o papai Noel da Saudade

Hou,hou,hou…

Contínua…

Anúncios