Rosa – Final


 

Quando as estações vibraram,

Acabou os gemidos e sua zombaria.

Sensação estancada, fim da melancolia!

Foi rápido que nem ventania…

 

Um grande jardim brotava em meu coração

Feitos pelas mãos puras e sem atrevimento,

Bela face! Construída com um mar de atilamento.

Toquei seu amor com total devoção

 

Sentindo muitas dores

Cruzei com as moiras e suas linhas do destino – predestinou,

Que meu roseiral, pela beleza amou…

 

Calando os meus gritos ignorantes e de um agressor

Com esta união, me completei.

Virando um tecedor – sabedor,

 

Minha vida caminha ardente,

Sabendo que seus olhos me tocam – Minha diva!

Meu tempo, meu passado – da dor dolorosa…

 

Criou a força de um estridente

Estar contigo, hoje é dar um viva!

Conhecendo que toda dádiva… Foi encontrar enfim, uma rosa.

 

Fim.

 

Para ler a Parte I, acesse este link: https://regozijodoamor.wordpress.com/2012/11/09/rosa/

Para ler a Parte II, acesse este link: https://regozijodoamor.wordpress.com/2012/11/16/rosa-ii/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s