Dia das Crianças


Eu odeio o adulto

Simplesmente por ele ser ingrato.

Vivendo na ironia do antigo retrato,

Buscando nas palavras de um velho beato

A fuga da total escuridão…

De um ser que se tornou grotesco

Com olhares de um ato burlesco

Regou sua vida na podridão!

Uma realidade angustiante

Andando com a própria sorte,

Um imaginário próximo da morte.

Cavalgando na trilha do nascimento

Um filhote e sua robustez,

Querendo crescer e sair do inanimado.

Trazendo consigo a esperança…

Renovando o símbolo da humanidade

Escrevendo no arco-íris a sua filosofia

Hoje existem vários anjos criança,

Que do caule limpam sua sujidade…

Entretanto, gostam de brincar com seu brinquedo da melancolia.

Sendo que, no dia 12 de Outubro, se comemora o dia das crianças!

Anúncios

6 comentários

  1. sinto medo de afirmar, mas depois da dinâmica que que administrei, separadamente, com adultos e crianças, só consigo pensar “adultos são individualista!”

  2. O engatinhar de uma criança transforma dentro de si o âmago do seu profundo ser, os passos descalços, apressados, moldura numa roupagem adulta, a ingratidão interfere na criação, a mãe do mundo acelera a visão, confunde o coração, engana a sabedoria, inflama a inveja, rompe laços paternais para dar os nós da fraternidade falsária. O berço que embala o futuro é o mesmo que os destrói…

    Não tive infância, nunca deixaram ser criança, restou-me diante do cinzel uma pequena lasca de esperança!

    Sombra de Luz*.*

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s