Resposta ao Injustiçado


Perdão pela demora! As palavras tinham que ter um juízo de valor altíssimo. Por isso, demorei a chegar a ti…

O seu enredo de vida daria uma boa sinopse de filme. Ser acusado sem ser culpado. Triste! Mas será que tua pessoa, nunca errou? Porque acabou seu casamento? A culpabilidade não seria de ambos? Enfim, isso não é hora de indagações. O momento é o caminho de reflexão, vamos entender as manchas de seus passos por esta sociedade.

Meu amigo injustiçado amar uma justiça hoje em dia, é perda de tempo. Uma palavra tão pútrida, que o homem, não sabe onde enfia ela. Talvez na latrina dos grandes julgamentos.

Deveria entender que, o mundo é um segredo, sendo o seu destino, uma bola de mistérios, seu amanhã, não existe ainda. Nem instantes, que a verdade é finitamente louvável. Olha injustiçado, tente compreender sua vida e suas verdades.

Noto que estás ressabiado, aprenda que não existe transformação sem derrotas, um dia teu ser perde, no outro dia, faz alguém perder. Não se mime! Se esforce para sua renovação, e todos, a sua volta acompanharam, tenho certeza disto. Nobilitar-se… Esta é a regra da vida constante!

Renegue este fosso, que o ato de viver lhe impôs Se esconder atrás de uma mascara, condenando mais ainda sua alma. Convivendo com falsidades sentimentais e imaginárias. Se veja no espelho, destrua sua face, vamos repelir com dureza tudo que ocorreu contigo.

Não pode desistir quando estiver tudo mal, saiba que todas as ações estão entrelaçadas. Para o leve, a o pesado. Para o alto, a o baixo. Para vencer, precisa perder. Nem mais, nem menos. Abandonar uma luta? Nunca.

Se não acredita mais no homem, dogmas ou regras. Pense em ti, no seu agir, no seu falar, no seu ouvir. Seja sua fé talhada, vista a roupa que deseje. Dedique-se ao seu bem. Injustiçado disse – que tinha pena de mim! Não importa o que sentes por mim. Eu sempre vou acreditar em você, como por um segundo, acreditou nas minhas palavras. Saia deste vazio existencial, aprove um modelo de vida, mesmo que tenha lacunas e farrapos, não se envenene mais. Ouça os seus sonhos e seus desejos. Potencialize o que resta de ti. Expanda para o mundo. A sociedade lhe batizou de injustiçado, e você, decide se aceita ou não.

Finalizo sem um fim, pois, ainda teremos notícias de um injustiçado!

Att,

Carteiro das Lamentações

Ler anteriormente,https://regozijodoamor.wordpress.com/2012/10/03/carta-de-um-injusticado/

Anúncios